terça-feira, 2 de outubro de 2012

Saúde Oral na Gestação

A gestação é um tempo lindo e delicado na vida de uma mulher. Nessa época ocorrem diversas alterações no organismo da mulher que podem levar ao aparecimento de problemas dentais e gengivais, como aumento da acidez bucal, aumento da ingestão de alimentos em menor espaço de tempo, mudança nos hábitos alimentares, diminuição nos cuidados com a higiene bucal, principalmente após o parto quando a atenção está mais voltada para a saúde do bebê e alterações hormonais.


Muitas dúvidas surgem, e o desejo de fazer "tudo certinho" sempre está presente nas perguntas que ouço, para garantir que o bebê  que está por vir nasça cheio de saúde. Selecionei algumas dúvidas mais frequentes.

1- Até que ponto o dito popular "a cada filho, um dente" é verdadeiro?
Muitas mulheres imaginam ser normal e esperado perder dentes durante a gestação. Mas perder dentes nunca é normal e nem esperado em nenhuma fase da vida. 

2- Por que a gengiva da grávida sangra?
Todo o corpo da mulher passa por muitas mudanças neste período. Seu organismo fica mais vulnerável devido às alterações hormonais, e o aumento da produção de alguns hormônios pode facilitar inflamações da gengiva. Essa inflamação causa sangramento e inchaço na gengiva, o que pode levar a pessoa a ter medo de higienizar o local, agravando o problema e causando mais inchaço e mais sangramento.
O importante, neste caso, é frisar que não existe gengivite sem placa bacteriana. Isto é, se você é gestante, ou não, só terá sangramento se houver deficiência na higiene: escovação correta e uso frequente do fio dental. Enxaguatórios são auxiliares, e recomendados apenas por causa da presença de flúor.

3- Os dentes da grávida ficam mais fracos porque o cálcio é usado para formar os ossos do bebê?
Não. O que enfraquece os dentes é o consumo exagerado de doces e a falta de higiene. 

4- Uma infecção na boca pode afetar o bebê ainda na barriga?
Sim. A bactérias de um foco de infecção na boca vão para a corrente sanguínea e podem prejudicar o bebê ainda na vida intrauterina, aumentando o risco de parto prematuro.

5- Grávida pode fazer tratamento odontológico?
Recomenda-se que a mulher, antes de engravidar, faça uma revisão e tratamento com seu dentista, para que, durante o período gestacional ela faça apenas o acompanhamento. É prudente adiar toda intervenção em mulheres gestantes, a não ser em caso de dor e problemas na gengiva. O período mais seguro para intervenções é o segundo trimestre.

6- Grávida pode ser anestesiada?
Existem anestésicos especiais e seguros para gestantes, que são diferentes dos anestésicos tradicionais.

7- Grávida pode fazer radiografia?
Não é aconselhável, mas pode desde que utilize um avental de chumbo para impedir a passagem de radiação.

8- Grávida pode comer tudo o que desejar?
Em nome dos conhecidos "desejos", é comum que as futuras mamães aumentem exageradamente seu consumo de açúcar. Isso ocasiona a queda do pH bucal e contribui para descalcificação dos dentes e formação da placa bacteriana, fornecendo o ambiente adequado para o desenvolvimento de novas lesões de cárie.
Além disso, tanto os dentinhos do bebê como seu paladar começam a ser formados muito cedo, por volta da sexta semana de gestação, sendo influenciados diretamente pela dieta da mamãe.

Finalizando:
Se você pretende engravidar, procure seu dentista e resolva qualquer problema existente.
Se você já está grávida, redobre sua atenção em relação à higiene oral e à dieta, e visite seu dentista para que ele a oriente de forma mais próxima e personalizada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário